Para saber mais sobre todos os cursos ministrados pelo Comandante Felipe, visite os seguintes sites: 

www.clvela.com.br   |   www.cursoh.com.br

1/5

DETALHES DO PRODUTO

Publicação com acabamento luxo em capa dura e impressão colorida, a obra apresenta em suas 672 páginas de fino acabamento, todas as informações necessárias para que navegantes de alto-mar realizem com segurança seus cruzeiros oceânicos. A Obra é a principal fonte de estudo para o exame de Capitão Amador da Marinha do Brasil, etapa mais avançada da navegação de esporte e recreio.

Em época bem recente, eram muito poucos os aventureiros que se propunham a atravessar os oceanos com seus pequenos iates, calculando sua posição pelos astros ou pela batimetria, com pouquíssimos recursos de comunicações para, por exemplo, informarem uma situação de perigo a bordo, saberem da chegada de um ciclone ou terem conhecimento de um “Aviso aos Navegantes” anunciando um container à deriva desprendido de um cargueiro.

Porém, se por um lado, todos esses recursos hodiernos possibilitam um formidável aumento da segurança da navegação, por outro, exigem que, à mercê de todas as facilidades trazidas pela eletrônica, ao se fazerem ao mar para uma longa travessia marítima, cada vez mais, os navegantes, ainda em terra, antes de largarem as espias, se preparem adequadamente, planejem suas derrotas com muito cuidado e, já em plena singradura, respeitem o “tempo” e os avisos do mar, e nunca esqueçam que o mar, por ora tão sereno e tranquilo, não hesita em maltratar e castigar os despreparados, os imprudentes, os arrogantes e os incautos.

Este livro tem como propósito preparar os pretendentes ao grau de Capitão Amador e, principalmente, contribuir com uma pequena parcela para que seus cruzeiros marítimos em mar aberto, além de prazerosos, se realizem com segurança.

A publicação concentra, em um só volume, toda a matéria para o exame de Capitão Amador, assim distribuída:

APONTAMENTOS DE METEOROLOGIA E OCEANOGRAFIA

A necessidade do Homem do Mar em possuir conhecimentos gerais de Meteorologia é questão de sobrevivência. No estágio atual de desenvolvimento científico e tecnológico, as informações de previsão do tempo produzidas pelos centros meteorológicos, localizados em terra, são de ótima qualidade. Entretanto, é de fundamental importância que os navegantes, usuários desses produtos, estejam qualificados a bem interpretar as informações recebidas a bordo e, então, serem capazes de tomar decisões seguras para tirar o melhor proveito dos fenômenos da natureza, além de minimizar alguns efeitos de tais fenômenos capazes de trazer perigo à vida humana no mar e riscos às embarcações.

A finalidade deste capítulo, ao apresentar os conceitos de Meteorologia e Oceanografia em forma de apontamentos práticos, é melhor capacitar o navegante de alto-mar a planejar seus cruzeiros, estudando as rotas e épocas mais propícias, e, uma vez se fazendo ao mar, interpretar as informações disponíveis, tanto as por ele observadas a bordo, quanto as recebidas dos centros previsores em terra.

 

FUNDAMENTOS DE ESTABILIDADE

Muitos acidentes marítimos com embarcações de esporte ou recreio acontecem por que seus comandantes ou tripulantes desconhecem normas elementares de estabilidade e flutuabilidade, fundamentais para a segurança em qualquer cruzeiro, mormente as travessias em mar aberto. Este capítulo do livro tem como propósito servir como orientação inicial para que os navegantes possam assegurar uma adequada estabilidade a seu barco, mantendo-o, por exemplo, com uma suficiente reserva de flutuabilidade; aprumado e trimado; sem superfície livre; com uma altura metacêntrica adequada, evitando a colocação de pesos altos; além de muitas outras providências fundamentais para a Segurança da Vida Humana no Mar, principalmente no surgimento de situações de mau tempo com rigorosas condições de mar.

 

CONHECIMENTOS BÁSICOS DE ELETRÔNICA

Antes da apresentação dos sistemas eletrônicos em uso nas comunicações e na navegação marítima, o livro traz uma revisão da teoria básica da onda eletromagnética e mostra os diversos comportamentos das ondas rádio na atmosfera, uma vez que quase todos os sistemas dependem delas em suas operações.

 

AS COMUNICAÇÕES NO MAR

Sem sombra de dúvida, o rádio é, em nossos dias, o principal recurso para a segurança dos navegantes, mormente quando navegam em mar aberto. Dispondo de um rádio podemos comunicar rapidamente um problema surgido ou uma situação de perigo, obter previsões meteorológicas e “Avisos aos Navegantes”, informar a um ancoradouro a nossa chegada, e outras inúmeras situações onde o relato do fato ou o recebimento de informações se tornam essenciais para a segurança no mar.

Além dos principais equipamentos-rádio usados na navegação, este capítulo do livro apresenta os diversos recursos do “Sistema Global Marítimo de Socorro e Segurança” (GMDSS) para transmitir um alerta de socorro ou realizar comunicações de urgência e segurança. 

 

NAVEGAÇÃO ELETRÔNICA

RADAR

Nos dias atuais, a importância do radar na determinação da posição daembarcação diminuiu, devido ao extraordinário desenvolvimento dos aparelhos de posicionamento no mar, principalmente o GPS. Entretanto, o Radar continua sendo o mais importante equipamento do navegante para evitar colisão, sendo imprescindível em situações de visibilidade restrita ou áreas de intenso tráfego de embarcações. O livro desenvolve o estudo do radar dividindo-o em 3 partes:

- o equipamento radar: características, controles operacionais, interpretação da imagem, etc.

- navegação radar.

- uso do radar para evitar colisão no mar.

 

 

ACOMPANHAMENTO AUTOMÁTICO DE

EMBARCAÇÕES E CONTROLE DO TRÁFEGO

Este assunto é abordado através de três sistemas modernos de rastreamento de contatos e controle da movimentação das embarcações em portos e áreas restritas:

- ARPA– Auxílio de Plotagem Automática Radar Anti-colisão: esses sistemas reduzem o tempo de solução dos problemas de movimento relativo, além de contribuírem para diminuir os riscos de erros humanos nas tarefas mecânicas de plotagem desses movimentos e cálculos dos elementos dos alvos.

- AIS – Sistema Automático de Identificação: moderno sistema de radiodifusão abrangendo embarcações e estações baseadas em terra, operando com transceptores em VHF, desenvolvido para facilitar as tarefas de comunicação, identificação e acompanhamento de alvos.

- VTS – Serviço de Tráfego de Embarcações: auxílio à navegação para prover monitoração do tráfego aquaviário em determinada área ou porto.

 

 

GPS E CARTAS NÁUTICAS ELETRÔNICAS

O GPS (GNSS – ”Global Navigation Satellite System”), assim como a bússola e o sextante em épocas passadas, revolucionou de maneira radical a arte da navegação, tornando-se, nos dias de hoje, um equipamento obrigatório para o navegante em águas abrigadas e em alto-mar. O livro apresenta, de forma bastante prática, as aplicações, as restrições e os cuidados na operação dessa fantástica “ferramenta” de posicionamento no mar.

Apresenta também as características, limitações, vantagens e desvantagens dos dois tipos de cartas digitais em uso na navegação: cartas “raster” e “vetoriais”.

 

 

ECOBATÍMETRO

O ecobatímetro, também chamado de sonda sonora ou eco-sonda, é um equipamento que fornece a profundidade por meio da reflexão de sons ou ultra-sons no fundo do mar. Torna-se muito importante à segurança da navegação por fornecer, além da profundidade do local abaixo da quilha, uma linha de posição (LDP) valiosa para verificação da posição da embarcação, determinada por outros sistemas de navegação.

 

 

NAVEGAÇÃO BATIMÉTRICA

A Navegação Batimétrica, nos dias atuais, tornou-se um recurso alternativo de posicionamento empregado em mar aberto na falta de outros métodos mais precisos de navegação. É ensinado em nosso livro por apresentar a grande vantagem de não sofrer as influências do tempo ou de interferências eletrônicas, por usar, tão somente, os acidentes do relevo do fundo do oceano.

 

NAVEGAÇÃO ASTRONÔMICA:

CULMINAÇÃO, NASCER E OCASO DO SOL

Assim como acontece com a Navegação Batimétrica, a tecnologia moderna da eletrônica, somada ao fato de que a maioria dos nossos navegadores de esporte e recreio navega em águas costeiras, fez com que a navegação astronômica parecesse antiquada e ficasse relegada a um segundo plano.  Entretanto, o verdadeiro Homem do Mar, quando em águas oceânicas, sabe que navegar pelos astros é imprescindível, uma vez que os equipamentos eletrônicos podem falhar, mas os corpos celestes sempre estarão disponíveis para guiá-lo a um porto seguro.

Não é objetivo do livro ensinar Astronomia, e sim mostrar como um navegante pode se posicionar em alto-mar usando o céu na Passagem Meridiana do Sol. Este é um caso especial, onde não é necessário utilizar tábuas de navegação, porém, tão somente, um sextante, o Almanaque Náutico e um bom relógio ou cronômetro.

 

SOBREVIVÊNCIA NO MAR

Todos nós que frequentamos o mar, quer como profissionais, quer como amadores, somos náufragos em potencial. É, pois, imprescindível que tenhamos os conhecimentos mínimos que nos possibilitem enfrentar com sucesso uma eventual situação de Sobrevivência no Mar, principalmente quando o naufrágio se dá a muitas milhas de terra.

 

NAVEGAÇÃO EM BALSAS SALVA-VIDAS

Uma das primeiras providências dos náufragos após o abandono do barco e o embarque em uma balsa salva-vidas, é decidir se deve permanecer o mais próximo possível do ponto do naufrágio ou tentar alcançar terra ou uma rota marítima de tráfego intenso. Esta decisão geralmente depende de que um sinal de socorro tenha, ou não, sido transmitido e de quando se pode esperar a chegada de auxílio. Se a chegada de ajuda não puder ser prevista, o navegante deve estar ciente de que longas travessias em embarcações de salvamento precárias podem ser feitas, a despeito das inúmeras dificuldades inerentes à situação. O livro apresenta alguns métodos muito práticos e simples de localização e navegação, sem o auxílio de equipamentos mais sofisticados normalmente utilizados a bordo de embarcações.